Página Inicial

Futsal RS: América sai na frente, mas Atlântico busca empate e está na final da Liga Ouro


 

O time de Tapera viajou até Erechim com a missão de vencer o galo no tempo normal para decidir na prorrogação a vaga para grande final da Liga Gaúcha de Futsal, e por muito pouco não conseguiu no jogo que acabou 3 a 3.

 

Com os reforços de Walex e Mateus Gaúcho que voltaram de suspensão e os cerca de 200 americanos que compareceram ao ginásio, o América saiu na frente logo com 1 minuto de partida, por meio de um contra ataque fulminante e com o gol de Cleber. Apesar do resultado o time taperense seguiu jogando para cima, o que levou o Atlântico a fazer muitas faltas até o tiro livre direto, a 4 minutos do final, convertido pelo capitão Silva. O resultado manteve-se até o final da primeira etapa, Atlântico 0 x 2 América.

 

No segundo tempo o Atlântico arriscou mais e Grilo, da seleção, descontou com 5 minutos mas a resposta americana veio rápida, Silva recebeu cobrança de lateral e emendou um chute da entrada da área, América 3 x 1. O América exercia uma marcação excelente, o Atlântico dificilmente conseguia concluir ao gol de Ban e os contra ataques eram perigosos. Em um deles Mateus Gaúcho recebeu dentro da área, com o goleiro batido e chutou por cima. O time da casa foi para o tudo ou nada e passou a usar o goleiro linha a 7 minutos do final, numa roubada de bola Pula teve a chance de concluir do meio da quadra, sem goleiro, mas a bola foi para fora. Há 5 minutos do encerramento Vilian marcou e a 2 minutos Lucas bateu, a bola desviou e parou no fundo das redes, era o empate do Atlântico, 3 a 3. Restando pouco tempo foi a vez do América arriscar com o goleiro linha e a 2 segundos do fim Mateus Gaúcho quase fez de letra, o gol foi evitado em cima da linha pela marcação e a partida chegou ao final.

 

O que se viu em Erechim foi uma bela partida de futsal, talvez uma das melhores atuações da história americana, ficou aquele gostinho de que a classificação poderia ter vindo. Jogando contra o atual campeão, com jogadores de seleção, fora de sua casa, o América jogou mais, concluiu mais, mas o resultado foi o empate. A torcida mais uma vez deu um show, lotou 3 ônibus e diversos carros até Erechim para apoiar o América, coloriu o ginásio, cantou o jogo todo, vibrou e empurrou o time, sensacional. O caldeirão do galo passou o jogo calado ouvindo o comando vermelho apoiar, mesmo quando o Atlântico fez seus gols ou no final do jogo a torcida americana não parou, não tirou o pé do ginásio, pois não queria que esta baita campanha acabasse ali.

 

O ano se encerra para o clube americano, que fez uma temporada brilhante e por pouco não chegou a final. Teve os maiores públicos da competição, a melhor média, o melhor ataque até o momento, Silva é um dos artilheiros, Cleber um dos destaques. Bateu a Assoeva, finalista da Liga Nacional fora de casa e também ganhou a Copa Alto Jacuí no início da temporada. O sonho segue vivo e o América mais forte e orgulhoso do que nunca, alguns jogadores devem renovar e outros sair para jogar em clubes da Liga Nacional, mas fica a certeza, de que o América vai chegar de novo.

 

Fonte: Assessoria América Tapera



Voltar
Copyright © 2008-2014. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela FVSOLUÇÕES